“A nossa missão é a de quem está sempre insatisfeito e tem, por isso, vontade de fazer mais”

V Assembleia Sénior junta 230 idosos

338

“Não temos a pretensão de saber tudo e é por isso que temos estes momentos para ouvir a opinião das pessoas.” Foi desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Óbidos falou do objetivo da Assembleia Sénior, encontro que juntou cerca de 230 idosos do programa Municipal “Melhor Idade”, no passado dia 25 de Janeiro, no Complexo Escolar do Alvito, no âmbito das comemorações do Feriado Municipal.

Humberto Marques revelou que os contributos de todos “são muito importantes”, uma vez que “a nossa missão é a de quem está sempre insatisfeito e tem, por isso, vontade de fazer mais”. O presidente da autarquia revelou a todos os presentes os novos projetos para os próximos anos, a começar pelo “projeto de criação de um grupo de cuidadores voluntários”. Humberto Marques entende que “as instituições são importantes, mas uma forma de complementar o seu trabalho é o de mantermos outras pessoas que possam fazer um trabalho voluntário nos centros de convívio e de apoio aos utilizadores do Melhor Idade”.

O autarca divulgou ainda projetos na área da nutrição, “para que todos possamos aprender o que é isto da boa alimentação e que efeitos de uma má nutrição podem ser na nossa saúde”. Haverá novidades na aquisição de medicamentos, na toma certa de medicamentos, nas áreas da saúde e bem-estar, cursos de informática de nível II, remodelação dos horários do OBI – autocarro que percorre o concelho de Óbidos – e ainda um grande evento na Primavera, “que tem o objetivo de regimentar artistas, para tornarmos a nossa vila numa Primavera permanente”, disse.

Do outro lado da plateia, cada Centro de Convívio fez, nesta Assembleia Sénior, os seus pedidos, que passaram por pequenas obras nos edifícios, manutenção da ida à praia da Consolação, durante o Verão, assim como a ampliação de alguns espaços do Centros de Convívio, entre outras.

O executivo municipal, representado pelo presidente e pelos vereadores José Pereira e Margarida Reis, responderam a cada um dos pedidos. “Temos de ver, do ponto de vista operacional, como vamos avançar com todos estes pedidos e se é possível executar estas pequenas obras em conjunto com as Juntas de Freguesia”, concluiu Humberto Marques.

Press Release (pdf)