Galeria novaOgiva recebe exposição “Voar, o verdadeiro sentido do Eter”

Fotografia aérea no âmbito do “Óbidos Jovem”

112

Inaugura amanhã, 11 de Maio, sexta-feira, pelas 15 horas, na galeria novaOgiva, a exposição “Voar, o verdadeiro sentido do Eter”, da autoria de Francisco Piqueiro. Esta mostra de fotografia aérea insere-se na iniciativa “Óbidos Jovem”, que decorre até 26 de Maio. A exposição ficará patente ao público até 3 de Junho.

As imagens a expor são uma coleção de fotografias relacionadas com o mundo da aviação, naquilo que é uma longa e quase irracional ligação com o mundo das “coisas do ar”.

Estas imagens pretendem retratar o uso do ar – do Éter, por aquelas máquinas que nele não são naturais, mas que, pela singularidade e pela invisibilidade da sua sustentação, nos levam para um campo de contemplação e êxtase. São assim corpos que ocupam o Éter e lhe dão um outro sentido, complementar do seu papel de sustento da vida e aqui sustento e engrandecimento da alma.

Francisco Piqueiro é natural do Porto e é licenciado em Engenharia Civil e Doutorado em Engenharia Civil (Hidráulica) pela FEUP. Profissionalmente é Professor Auxiliar de Hidráulica da FEUP. No que respeita à Fotografia, é autodidata, tendo, desde sempre, sentido especial ligação “às coisas do ar”, desenvolvendo uma estreita ligação entre a fotografia, a aviação e, em especial, com a fotografia aérea e a sua particular ligação à Hidráulica.

Já realizou trabalhos muito distintos, salientando-se a realização de campanhas de Fotografia Aérea ao longo de toda a Costa Atlântica portuguesa, sobre rios, albufeiras, caminhos de ferro, Metro do Porto, PORTO 2001, entre outros.  Paralelamente, realizou algumas exposições, nomeadamente a participação na Exposição Coletiva “VI FIXART”, Torres Vedras – Abril 1998, uma exposição individual “VOAR – O Verdadeiro Sentido do Éter”, (fotografia de aviação) em Santa Cruz, em Junho 1999, e na Póvoa de Varzim, em Abril 2000. Expôs trabalhos integrantes das Comemorações dos 50 da Força Aérea Portuguesa.

Cartaz