Misericórdia de Óbidos organiza 2.ª Simpósio sobre Pintura e Iconografia

5 e 6 de Julho

375

Depois de uma 1ª edição, que se realizou em 2011, por iniciativa da Misericórdia de Óbidos, com o apoio da Câmara Municipal e da União das Misericórdias Portuguesas, aludindo ao Ano Europeu do Património Cultural em 2018, a Misericórdia de Óbidos decidiu realizar a 2ª edição centrada na temática da Pintura e Iconografia nas Misericórdias, que irá decorrer nos dias 5 e 6 de Julho.

Na 1ª sessão, haverá o lançamento do livro do Testamento do Beneficiado Faustino das Neves, no dia 5 de Julho, por parte da Misericórdia, resultado do trabalho do Arquivo Histórico da instituição, a cargo de Ricardo Pereira, figura essa (o Beneficiado Faustino da Neves) retratada pela pintora Josefa d’Óbidos, sobre o qual Sérgio Gorjão irá apresentar uma comunicação, nesta 2.ªa edição do Simpósio.

Na 2ª sessão, na sexta-feira de manhã, o tema a trabalhar será centrado na Bandeira Real da Misericórdia, com duas comunicações, uma das quais centrada nas duas Bandeiras Reais que fazem parte do acervo da Misericórdia de Óbidos.

Na sexta-feira à tarde, terceira e última sessão, o tema será a Conservação e Restauro nas Misericórdias em Portugal, onde, relativo à Misericórdia de Óbidos, Carla Rego, do Laboratório de Conservação e Restauro do Instituto Politécnico de Tomar, irá falar sobre a intervenção em contexto pedagógico nos Painéis de São Vicente, propriedade da Misericórdia de Óbidos, ao abrigo de um protocolo com o Município de Óbidos. Segue-se uma comunicação sobre uma intervenção na Misericórdia de Leiria por parte da empresa AOF, responsável pelas obras de conservação e restauro efectuadas no Santuário do Senhor Jesus da Pedra e, atualmente, a trabalhar para o Município de Óbidos na empreitada da Reabilitação do Conjunto Urbano de Óbidos.

Haverá ainda uma comunicação apresentada por Alice Cotovio, da empresa Mural da História, sobre uma intervenção na pintura mural da Igreja da Misericórdia de Alvalade do Sado, que recebeu o prémio Conservação e Restauro 2017, atribuído pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM). Para fechar a 3ª sessão, há uma comunicação de Eva Neves, do Museu Diocesano de Santarém, sobre o processo de resgate e recuperação dos painéis do retábulo da igreja provenientes da extinta Misericórdia de Tancos.

Cartaz (pdf)