No primeiro trimestre de 2019 todos os obidenses terão médico de família

Concelho de Óbidos tem 3 novos médicos

523

Óbidos tem, neste momento, o quadro de médicos completo, com a vinda, recentemente, de três novos profissionais de saúde para o concelho. Os novos médicos vão prestar cuidados de saúde em Óbidos, A-dos Negros e Amoreira e Olho Marinho. Segundo o presidente da Câmara Municipal de Óbidos, “esta é uma vitória do Município e do Aces Oeste Norte, que há muito queriam que esta situação ficasse resolvida definitivamente”. Humberto Marques realçou mesmo “o papel que o município tem tido em todo o processo relativo à Saúde no concelho de Óbidos”.

Segundo dados revelados por Luís Miguel Oliveira, deputado municipal e representante do município no Conselho da Comunidade ACES Oeste Norte, em 2016 havia cerca de 3 mil utentes sem médico de família, situação que passou para 300 este ano. Ainda existe esta lacuna em 300 utentes, uma vez que um dos médicos está aposentado e, como tal, tem redução de horário e de lista de utentes. No entanto, é previsível que, com o preenchimento desta vaga a tempo inteiro, no primeiro trimestre de 2019 toda a população de Óbidos tenha acesso a médico de família, “e isso deveu-se à insistência e persistência da autarquia e do seu presidente”, sublinhou Luís Miguel Oliveira.

Recorde-se que o concelho de Óbidos tem polos com número inferior a 1750 utentes, e que o Aces Oeste Norte e o Município de Óbidos não querem encerrar, o que obriga a distribuir mais médicos pelo território, daí que o quadro para Óbidos seja de cinco médicos.

Brevemente haverá novidades e melhorias no sistema de saúde em Óbidos. Segundo o Aces Oeste Norte, em 2019, Óbidos passará a ter uma Unidade de Saúde Familiar, o que acontecerá assim que o quadro de pessoal estiver completo. Os utentes passarão, desta forma, a usufruir de cuidados de saúde com mais estabilidade e continuidade.

“Tudo isto quer dizer que vamos ter melhores serviços, permanentes, sistemáticos e de apoio aos utentes”, explica Luís Miguel Oliveira, concluindo que “tudo isto é uma melhoria efetiva dos cuidados de saúde à nossa comunidade”.

Press Release (pdf)