“Há que pensar o que virá aí em termos de Relações Internacionais”

Seminários de Óbidos debatem “Transições” do Mundo

226

Começaram esta tarde, 13 de Setembro, no Museu Municipal, os Seminários d’Óbidos, numa organização do Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI) e Câmara Municipal de Óbidos. A iniciativa decorre até 15 de Setembro e é, este ano, dedicada ao debate das “Transições”.

Ricardo Duque, em representação do Município de Óbidos, deu as boas-vindas a todos os participantes, destacando os “14 anos” de realização destes seminários, que sempre “trouxeram assuntos de grande relevância política, atuais e marcantes”. O responsável salientou ainda o papel do IPRI “enquanto instituição que se dedica ao estudo avançado em Ciências Políticas e Relações Internacionais”, que tem tido um “trabalho importante no plano da transferência de conhecimento, ao partilhar, com a sociedade em geral, a investigação desenvolvida”.

Por seu lado, Madalena Resende, do IPRI, agradeceu ao Município de Óbidos “pela hospitalidade de 14 anos”. Ao longo deste tempo “temos vindo a cobrir muitos assuntos e este ano, dentro do espírito dos tempos, vamos discutir uma confluência de temas, a que demos o nome de «Transições», uma vez que estamos num momento de mudança e, por isso, há que pensar o que virá aí em termos de Relações Internacionais”.

Recorde-se que os Seminários de Óbidos têm a duração de três dias, entre 13 e 15 de setembro, e são compostos por sessões que incluem a apresentação de papers com trabalhos originais e comentados. No último dia decorrerá uma mesa redonda sobre a exceção portuguesa à emergência dos populismos.

Cartaz
Programa