Óbidos vai ter uma extensão do Museu da Língua Portuguesa de São Paulo, Brasil

Exposição “A Língua Portuguesa em Nós” em Óbidos é o primeiro passo

268

Óbidos vai acolher, até ao final deste mês de Outubro, a exposição “A Língua Portuguesa em Nós”, criada pelo Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, no Brasil, e que, desde ontem, 9 de Outubro, está patente no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa. A cerimónia de inauguração da mostra contou com a presença de Humberto Marques, presidente da Câmara de Óbidos, do ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, e do ministro dos Negócios Externos do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, entre outras individualidades. A vinda desta mostra para Óbidos será o primeiro passo para a instalação definitiva de uma extensão Museu da Língua Portuguesa na vila medieval.

A exposição ontem inaugurada é uma “instalação” itinerante do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, que já passou por Cabo Verde, Angola, Moçambique, Brasil e que chega agora a Portugal, explicou Hugo Barreto, da Fundação Roberto Marinho, que, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, o Museu da Língua Portuguesa e o Instituto Internacional da Língua Portuguesa, organiza esta mostra, uma iniciativa do Itamaraty.

A exposição faz uma viagem pela presença da língua portuguesa no mundo, falada atualmente por cerca de 260 milhões de pessoas nos cinco continentes, acompanhando a expansão do idioma a partir dos roteiros da navegação portuguesa e aborda a forma como a língua coexistiu e evoluiu com outros idiomas, as suas relações com a cultura, a sua presença nos ritmos, na literatura, na gastronomia.

Para Humberto Marques, trazer esta exposição para Óbidos “mostra a importância que o concelho tem, nomeadamente com a estratégia que tem seguido de apostar na Literatura como fator de desenvolvimento do território e do País”. O presidente da Câmara Municipal de Óbidos revela que “a vinda desta exposição é apenas o começo de uma relação mais próxima com o Brasil, que se vai consubstanciar numa extensão do Museu da Língua Portuguesa em Óbidos”. O autarca recorda ainda a internacionalização que o Festival Literário Internacional de Óbidos – FOLIO já está a fazer, “nomeadamente com a criação de espaços físicos em Óbidos e em Paraty, onde decorre um dos maiores festivais literários do Brasil, tendo sempre por base aquilo que nos une, ou seja, a língua portuguesa”. “Este é mais um grande passo nesse sentido”, sublinhou.

O protocolo foi ontem celebrado entre o Município de Óbidos, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, a Fundação Roberto Marinho e a IDBrasil, com a intervenção do Instituto EDP Energias do Brasil. Fruto deste acordo, a exposição está assegurada, em Óbidos, pelo menos durante três anos. A mostra estará patente no Solar da Praça de Santa Maria, edifício onde funciona, atualmente, o Museu Municipal de Óbidos.

Press Release (pdf)