“Óbidos já investiu, na área social, 2.7 milhões de euros”Foi inaugurado, no passado sábado, 20 de Maio, na Capeleira, Óbidos, o 13.º Centro de Convívio do Programa Municipal “Melhor Idade”. Este novo espaço parte de uma parceria entre o Município de Óbidos, através do Centro de Intervenção Social, e da Associação Recreativa e Cultural Amigos da Capeleira e Navalha (ARCACEN).

Marco Maria, presidente da direção da ARCACEN, afirmou que “é um orgulho ter esta massa humana” na abertura deste novo espaço social, sublinhando que “é um sonho já com 15 anos”. O responsável explicou que, até há pouco tempo atrás, “seria impensável” ter um Centro de Convívio na localidade. “Mas nós não desistimos e conseguimos avançar com este projeto que queremos muito que tenha continuidade”, afirmou, sublinhando que “este é um espaço para todos”. Marco Maria destacou ainda o papel do ex-dirigente daquela coletividade, Luís da Costa, “que sempre fez parte desta casa e já lá vão 22 anos”.

Uma homenagem partilhada por Humberto Marques que declarou que “houve pessoas que sonharam e uma delas foi o Luís da Costa”. “Foi ele que alvitrou a hipótese de ter aqui um Centro de Convívio, na Capeleira, e, depois de tantos anos, está, naturalmente, muito feliz”. O presidente da Câmara Municipal de Óbidos afirmou ainda que a abertura deste Centro de Convívio “encaixa-se numa estratégia maior” do Município. “Há uma obra que não se vê, mas que se sente, que é a dimensão social”, explicou Humberto Marques, avançando que, “nestes últimos três anos e meio, já foram investidos, na área social, 2.7 milhões de euros em 12 programas municipais”.

Recorde-se que o programa Melhor Idade surgiu em 2005 com o intuito de criar um conjunto articulado de respostas sociais adequado à população idosa e reformada do concelho de Óbidos. Atualmente este programa conta com 13 Centros de Convívio em funcionamento em todo o concelho, onde se procura fomentar o aumento da qualidade de vida dos utentes, por meio do desenvolvimento de atividades de apoio que têm como objetivo satisfazer as necessidades e interesses dos idosos em termos de alimentação, atividades ocupacionais, convívio, passeios e relacionamentos com outros grupos da sua comunidade local e alargada.

- Press Release (pdf)

 

Notícias

next
prev