“Tivemos mais público fidelizado e muitos mais turistas”Com o encerramento da edição de 2017 do Mercado Medieval de Óbidos, é tempo de balanços. Um evento que decorreu durante quatro fins-de-semana, de 13 de Julho a 6 de Agosto e que, este ano, teve como tema a condição da mulher na Idade Média.

O administrador da empresa municipal Óbidos Criativa, organizadora do evento, faz um “balanço muito positivo” do Mercado Medieval deste ano. Ricardo Ribeiro garante que o evento “manteve a atratividade de sempre, com mais público fidelizado e com muitos mais turistas que nas edições anteriores, sinal claro de que se trata de um evento de animação turística e que os turistas não dispensam”.

No capítulo da animação, uma das grandes apostas da edição de 2017, o responsável assegura que “teve sempre assistências completas nas bancadas, com grande foco para o palco principal, com música e teatro, assim como na liça, com torneios de armas sempre cheios”. Também as “ceias medievais esgotaram praticamente antes do evento iniciar, sinal claro de um programa que o público aprecia”, garante.

“Este ano tivemos também a participar novos grupos locais, como a Anatomia da Identidade, que estão a semear aquilo que acredito que venha a ser, no futuro, um foco importante na participação das comunidades locais no evento, com animação de rua e teatro”, refere ainda o administrador da Óbidos Criativa.

E porque este é um evento onde a gastronomia é assegurada pelas associações do concelho, Ricardo Ribeiro diz estar “muito satisfeito”, porque esta “é uma forma das coletividades do concelho se financiarem, fruto do seu trabalho e este ano não foi exceção”. “Este é um programa que iremos manter no futuro, com um sinal claro de apoio associativo por parte do município e da empresa municipal”, assegura.

Em conclusão, Ricardo Ribeiro afirma que “a visibilidade que os eventos proporcionam, faz de Óbidos um polo turístico” e, por isso, “caberá aos gestores do território a organização do espaço e a sã convivência com a população de Obidos”. “Este desenvolvimento turístico permitirá que se reduza a desertificação, possibilitando a requalificação de muitas casas que voltarão a ter vida, fruto do desenvolvimento turístico sustentado, assim como a criação de emprego e de riqueza”, declara.

- Galeria de fotos

- Press Release (pdf)

Notícias

next
prev