Reunião do Informal Meat Pork em Óbidos

Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores

243

A FPAS (Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores) foi a organizadora da reunião da Primavera do Informal Meat Pork Association (IMPA), que decorreu no dia 21 de Março, em Óbidos. O IMPA é uma entidade que reúne os 12 principais países produtores de carne de porco da Europa: Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Holanda, Dinamarca, Alemanha, Bélgica, Áustria, Suécia, Hungria e pela primeira vez a Polónia.

Esta reunião surgiu numa altura muito sensível para a produção nacional, pelo que se revestiu de grande importância. Estando representada cerca de 80 por cento da produção europeia, é relevante para a FPAS perceber as perspetivas comuns de mercado, bem como as alternativas para o atual estado do sector, dos delegados à reunião.

Relativamente a perspetivas futuras, a mais animadora veio da Alemanha que perspetiva uma ligeira recuperação de preços no segundo semestre, antevendo que a média semestral se situe acima do 1,40€/kg, pretendendo aumentar exportações no mercado asiático, diminuindo na Europa.

Em todos os países os pesos de carcaça aumentaram em 2015 entre 2 a 4 kg, verificando-se neste início de 2016 uma estabilização dos pesos, que justifica um aumento de preços.

Da Polónia veio a informação que o Governo, empossado em novembro do ano passado, está determinado a resolver o problema da Peste Suína Africana, que tem servido de pretexto para as autoridades russas não aceitarem o Certificado Sanitário Europeu.

Como nota dominante, os delegados presentes transmitiram uma tendência europeia para a reestruturação e dimensionamento das empresas e das explorações, o que em países como em França é visto como um entrave para o desenvolvimento da suinicultura naquele país, uma vez que a sociedade francesa não aceita bem um modelo de produção altamente industrializado.

Fonte: FPAS