Festival Latitudes com balanço positivo e dois fins-de-semana em 2018

Evento decorreu de 28 de Abril a 1 de Maio

395

O Festival Latitudes – Literatura e Viajantes, que decorreu em Óbidos de 28 de Abril a 1 de Maio, “correu muito bem”. A garantia foi dada por José Pinho, da Ler Devagar, e Celeste Afonso, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Óbidos, para quem este festival “foi a capacidade de encontrar um conjunto de temas que vão muito para além da literatura de viagens”.

Segundo José Pinho, “esta experiência vem na continuação de um projeto mais global de fazermos, ao longo do ano, uma série de encontros de escritores e de artistas”. Óbidos, como Cidade Criativa da Literatura, galardão atribuído pela UNESCO em Dezembro de 2015, “ainda mais se impõe que tenha uma programação ao longo do ano”. Daí que o próximo Latitudes “aconteça em dois fins-de-semana”, revela José Pinho.

Celeste Afonso entende que este tipo de evento é muito importante para Óbidos. “A Óbidos Vila Literária tem tido a capacidade de fazer com que haja um público a olhar para Óbidos de uma outra forma”, sublinha a autarca, que revelou ainda que as 14 aguarelas, pintadas por André Carrilho especialmente para este evento, vão ser editadas. “Quando vimos as aguarelas todas juntas percebemos que havia uma narrativa e tínhamos, por isso, que ir mais longe. O livro vai ter o título da exposição – “Caminho da Ronda” – e juntará as ilustrações e as frases que estiveram no pensamento do ilustrador enquanto as desenhava”, adiantou.

Da edição zero do festival ficam ainda outras “ramificações” para aprofundar em edições futuras, nomeadamente no que respeita à participação dos coletivos Urban Sketchers, que viajam e desenham o que observam, e do Grupo do Risco, que fazem expedições para desenhar a fauna e flora dos locais que visitam.

Um encontro internacional de ilustradores e um projeto conjunto dos dois grupos que se propõem desenhar Óbidos e a lagoa são algumas das novidades a serem preparadas para a edição 2018 do Latitudes – Literatura e Viajantes.

Recorde-se que o Latitudes andou à volta das viagens escritas, faladas, ilustradas, por livrarias, por terra, céu e mar e até à mesa. Ao longo de quatro dias houve lançamentos de livros, exposições, oficinas e experiências literárias para os mais novos, workshops, música e muitas conversas.

Press Release (pdf)