Lançado concurso para a construção da Praça da Criatividade

Município de Óbidos quer criar uma nova centralidade

912

A Câmara de Óbidos vai investir 3,1 milhões de euros na requalificação da zona do antigo quartel dos bombeiros, onde no último trimestre deste ano deverão começar os trabalhos para a construção da Praça da Criatividade. “Uma enorme praça que seja um espaço de vivência e mostra do que é a identidade territorial”, é a proposta da câmara para a requalificação do espaço que pretende ser “uma espécie de primeira receção a quem visita Óbidos”, afirma Humberto Marques, presidente da Câmara Municipal de Óbidos.

A Praça da Criatividade será implantada no local onde se situam os antigos armazéns da EPAC (Empresa Pública de Abastecimento de Cereais) e o antigo quartel dos bombeiros de Óbidos, junto à escultura de José Aurélio (conhecida como a mão ou pomba de Óbidos), e abrangendo o espaço ocupado por um parque de estacionamento próximo dos edifícios. No local será construído um novo Posto de Turismo e os antigos armazéns serão demolidos para dar lugar a “um edifício multifacetado, que tanto pode ser um grande auditório para concertos e conferências, como, no dia-a-dia, ser uma zona de restauração”, explicou Humberto Marques. Junto ao edifício haverá ainda uma zona de anfiteatro, com capacidade para cerca de 90 pessoas e zonas de estar e passagem, a diferentes cotas do solo. No antigo quartel dos bombeiros será criado “um lounge (zona de estar) onde vão conviver o vinho e a literatura, aliado a uma zona mais interpretativa dos processos ligados à viticultura”, acrescentou o autarca.

O concurso público para a criação da “Praça da Criatividade” foi lançado no dia 10 de Maio, com a publicação em Diário da República do anúncio que estipula um valor base de 3.124.764,67 euros para a empreitada. Este é o segundo concurso lançado pela autarquia, depois de o primeiro ter ficado deserto e de “alguns interessados terem justificado não concorrer devido ao baixo valor base”, então fixado em 2,8 milhões de euros. O novo concurso reflete agora “novos cálculos que incluem a drenagem de águas subterrâneas na zona dos armazéns” e “preços mais ajustados ao custo das obras”, que o autarca espera poder adjudicar “a partir de outubro”.

A praça, que será “um espaço de eventos e de fruição”, ficará no futuro ligada à vila com “a retirada do trânsito da estrada nacional 8 (que liga Caldas das Rainha a Óbidos), passando a circulação a ser feita por uma variante entre a rotunda na saída da A8 e a rotunda da memória. Esta alteração viária, que incluirá ainda um corredor pedonal e ciclovia, entre a zona da estação da CP e a rotunda próximo do complexo desportivo, representa um investimento de 2,5 milhões de euros. O projeto de mobilidade está ainda a ser estudado por uma equipa de projetistas que deverá apresentar a solução final deste mês de Junho.