Cidades criativas portuguesas da UNESCO criam rede de colaboração nacional

Óbidos, Amarante, Barcelos, Braga e Idanha-a-Nova

151

Foi assinado, esta quarta-feira, dia 23 de Outubro, no Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Minho, em Braga, um Protocolo de Colaboração entre as cinco Cidades Criativas Portuguesas da UNESCO. As cidades de Amarante (Música), Barcelos (Artesanato e Artes Populares), Braga (Media Arts), Idanha-a-Nova (Música) e Óbidos (Literatura) fortalecem, assim, a colaboração entre si num plano nacional, comprometendo-se a estimular em conjunto de atividades a longo prazo.

Entre outros aspetos, o protocolo assinado contempla o desenvolvimento de um evento conjunto para celebração da criatividade; a colaboração na organização de uma Conferência Nacional Bienal sobre Cidades Criativas; a potenciação de parcerias ou projetos no contexto das Cidades Criativas que envolvam a comunidade académica e a parceira na procura de fundos nacionais e internacionais para desenvolvimento de projetos conjuntos.

Estas cidades pertencem já à Rede de Cidades Criativas da UNESCO, criada em 2004 para promover internacionalmente a cooperação com e entre cidades que identificaram a criatividade como um fator estratégico no seu desenvolvimento. Em todo o mundo há atualmente 180 Cidades Criativas, das quais cinco são portuguesas.

Óbidos fez-se representar pelo vice-presidente, José Pereira, que destacou a importância da constituição desta rede na potenciação do desenvolvimento territorial baseado no eixo da criatividade.

Press Release (pdf)