HopeCare desenvolve plano de assistência para monitorizar e acompanhar pacientes à distância

COVID-19 | Parque Tecnológico de Óbidos

209

A HopeCare, companhia do Parque Tecnológico de Óbidos e a primeira empresa portuguesa de telessaúde a aliar serviços a produtos e plataformas tecnológicas de ponta que permitem a prestação de cuidados sociais e de saúde sem barreiras, desenvolveu um plano de assistência que possibilita monitorizar e rastrear, remotamente, a situação clínica de pacientes com suspeitas (ou já com sintomas) de infeção pelo novo coronavírus.

O plano tem por base o HCAlert, uma plataforma que recolhe e monitoriza sinais vitais à distância, e que permite fazer uma triagem automática através de um algoritmo que devolve um feedback clínico. A solução implementa procedimentos e regras clínicas automatizadas, no sentido de alertar os profissionais de saúde para a situação dos pacientes, permitindo uma assistência médica mais rápida e segura.

“Esta solução pretende ser uma ferramenta ‘self management’, que permite conhecer, objetivamente, a condição do paciente que se encontra em casa, e ‘ligá-lo’ aos profissionais de saúde”, sublinha José Paulo Carvalho, CEO e founder da HopeCare.

Como funciona o plano de assistência COVID-19

O paciente pode medir parâmetros do seu estado de saúde com a app da HopeCare, designadamente temperatura, saturação de oxigénio e tensão arterial. Após essa medição, o algoritmo devolve um feedback clínico sobre a gravidade dos sintomas. A plataforma dispara, por sua vez, um alerta aos profissionais de saúde, que poderão acompanhar, a qualquer momento, a evolução da situação clínica do paciente, e fazer o respetivo follow up através de uma videochamada.

Recorde-se que a plataforma HCAlert já está a ser utilizada, e com um impacto bastante positivo – quer na qualidade de vida dos doentes e outcome clínico, quer nos custos – no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (junto de doentes com DPOC – Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica) e no Centro Hospitalar Cova da Beira (junto de doentes com insuficiência cardíaca). Em ambas as unidades, o número de internamentos e as idas às urgências baixou significativamente.

Empresa no Parque Tecnológico desde 2014, a HopeCare recolhe e monitoriza sinais vitais à distância, prestando um serviço de telecuidado através de um sistema de analítica aplicada à telemonitorização de dados de saúde – o HCAlert. “A grande missão da HopeCare é ‘construir’ um hospital em casa, por meio da tecnologia, proporcionando acesso universal à Saúde”, afirma José Paulo Carvalho.