Espaço Ó recebe prémio Caixa Social 2021

Com o Projeto: “Vamos Nós, por Si”

186

O Espaço Ó – Associação para o Desenvolvimento Comunitário do Concelho de Óbidos foi um dos vencedores dos prémios Caixa Social, da Caixa Geral de Depósitos, na edição 2021, com o projeto: “Vamos Nós, por Si”. No total, foram 34 os contemplados da 3.ª edição desta iniciativa.

“Os prémios Caixa Social anteciparam a edição de 2021 para darem resposta ao impacto da covid-19 nas várias vertentes económicas e sociais e, nesse sentido, escolheram 34 projetos que receberão, ao todo, 500 mil euros, no valor compreendido entre os 2.000 e os 20.000 euros, com uma dotação global de 500 mil euros”, explica um comunicado da CGD.

O projeto “Vamos Nós Por Si”, dinamizado pelo Espaço Ó, contando com cerca de 54 voluntários de todo o concelho, avançou tendo em conta o Estado de Emergência resultado da Pandemia de COVID-19, e atendendo a que muitos dos utentes, que se deslocam diariamente ao Centro de Saúde de Óbidos para solicitar receituário, são idosos, ou doentes crónicos.

“Vamos Nós Por Si “conta com o apoio do Município de Óbidos, do Centro de Saúde de Óbidos, da Proteção Civil Municipal e da GNR de Óbidos, assim como de todas as Juntas de Freguesia e farmácias do concelho.

“Os Prémios Caixa Social são uma iniciativa da Caixa Geral de Depósitos e enquadram-se no âmbito da sua estratégia de sustentabilidade e responsabilidade Social. Procuram responder às problemáticas sociais e lutar contra a pobreza e exclusão social através do desenvolvimento económico e inovação”, explica a organização.

As mais de 400 candidaturas foram enviadas, até 23 de Maio, a partir de 13 distritos do País como Açores, Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém e Setúbal.

A organização esclarece que esta “edição especial” teve como denominador comum a “Proteção das Pessoas” e os projetos vencedores apresentaram propostas em três eixos de intervenção: cuidados de saúde; solidariedade e inclusão e promoção do emprego.

O júri desta edição contou com seis elementos, presidido pelo presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos, Emílio Rui Vilar, e composto por Maria José Ritta, Filipe Santos, Eduardo Graça, Viriato Soromenho Marques e Pedro Pita Barros.