Óbidos, Cidade Criativa da Literatura da UNESCO, no “Congresso aos Sábados”

Integrado na Rede Cultura 2027

114

Realizou-se no passado dia 27 de Junho, na Livraria de Santiago, em Óbidos, pelas 15 horas, o “Congresso aos Sábados” integrado na Rede Cultura 2027. Trata-se de uma iniciativa em contínuo, de 9 de Maio a 24 de Outubro, que procura produzir reflexão através de um processo participativo, onde a voz principal é dada aos cidadãos.

A terceira sessão do congresso foi dedicada às três cidades criativas da UNESCO que existem no seu território – Óbidos, Caldas da Rainha e Leiria – e teve como título “Congresso aos Sábados pensa o futuro das nossas três cidades criativas da UNESCO”, refletindo sobre esta tripla valorização mundial do nosso território nas áreas da Literatura, do Artesanato e da Música, respetivamente, e no contributo especial que elas assumem como seu, para pensarmos e construirmos O Futuro da Nossa Cidade, na Rede Cultura 2027. Esta sessão foi emitida em direto na conta de Facebook da Rede Cultura 2027, a partir da Livraria de Santiago, em Óbidos, Cidade Criativa da Literatura desde Dezembro de 2015, e representada, nesta sessão, por Carla Pinho, Técnica do Município e Focal Point para a UNESCO.

Carla Pinho referiu quais os aspetos principais da estratégia Óbidos Vila Literária, que teve o seu início em 2011, com a necessidade de reabilitar alguns edifícios dentro do centro histórico, que encontraram, a partir desse momento, uma nova função, resultando na abertura de um conjunto considerável de livrarias temáticas. “A estratégia passou por criar um polo cultural e literário dentro de Óbidos”, explicou. Referiu também a importância da designação, “pelo prestígio que nos traz e por ser um selo de qualidade do projeto”. “A designação trouxe-nos um posicionamento muito interessante, não só pela sua relevância cultural, mas também pela diferenciação turística”, sublinhou.

De referir que Óbidos é a única Cidade Criativa da Literatura portuguesa e é a única de língua portuguesa, entre as 39 que compõem esta rede internacional. A sua missão é, acima de tudo, afirmar e promover os autores e a Língua Portuguesa em todo o Mundo. Por outro lado, a comunidade local é um dos principais focos de atenção, procurando sempre o seu envolvimento na estratégia de desenvolvimento local e, mais especificamente, na estratégia literária.