Vídeo recorda 18 anos do Mercado Medieval de Óbidos

Evento regressa em 2021

234

A Vila de Óbidos tem uma vasta história, repleta de acontecimentos marcantes, desde a fundação de Portugal até aos dias de hoje.

Sendo uma praça de grande importância na região da estremadura: “Óbidos é uma das praças que n’estes tempos (reinado de D. Afonso Henriques) se ganharam aos mouros, vila forte, cercada de muros firmes, em lugar eminente, e com uma fortaleza fundada em rocha e por extremo defensável. O território fértil de pão, provido de pescado, e com vizinhança do mar e uma lagoa muito notável”.

O Turismo foi sempre a grande atividade económica do século XX, amplamente apoiada, desde os anos 1920, transformando o burgo medieval num pólo de atração sem igual nesta região e até no País. Verdade é, que em descrições de visitantes, datadas da primeira metade do século passado, se consegue visualizar a fortaleza medieval: “o soberbo castelo sobranceiro à campina (…) tem (…) a visão da existência medieval, de batalhas de mouros, de saraus, de donas e pagens.”

O século mudou, os turistas continuaram a vir até Óbidos, e assim, desde 2002 que os visitantes de Óbidos, no período do Mercado Medieval, mergulham na história, vivendo momentos que remontam aos tempos da fundação de Portugal.

Em 2020, Óbidos e o Mundo passaram a ter de lidar com a pandemia da COVID-19.

Este ano o Mercado Medieval comemorava a sua 19.ª edição e mesmo não se realizando como habitual, quer surpreender os visitantes com apontamentos que os farão mergulhar em aventuras míticas e inesquecíveis.

No dia em que inauguraríamos o Mercado Medieval de 2020, 16 de Julho, não quisemos deixar de assinalar o momento com a atuação dos Goliardos, grupo que nasceu no Mercado, e com uma homenagem a todos quantos participam neste grande evento de recriação histórica: a apresentação de um filme sobre os 18 anos de Mercado Medieval de Óbidos, que foi um momento de mistura de emoções entre os presentes – os representantes das associações locais que participam no evento foram homenageados com as suas próprias imagens.

Num misto de alegria por recordar os momentos passados, e uma certa tristeza devida à situação atual, todos os intervenientes vibraram ao som da música medieval e daqueles momentos de saudade.

Certo será que todos estão com vontade de continuar e fazer mais e melhor e o futuro do Mercado Medieval encontra-se assegurado por este grupo de pessoas que, durante o verão viajam do século XXI até à azáfama da Idade Média.

Vídeo (facebook)