Lançamento do livro “Contos Arrepiantes da História de Portugal – Idade Média Medonha” na Grande Livraria de Santiago, em Óbidos

Domingo, dia 9 de Agosto, 17 horas

158

O livro “Contos Arrepiantes da História de Portugal – Idade Média Medonha”, de Rui Correia e António F. Nabais, com Ilustração de Hélio Falcão, será lançado no próximo dia 9 de Agosto, pelas 17 horas, na Grande Livraria de Santiago, em Óbidos.

“Sabem bem o gosto que seria ter-vos todos comigo no lançamento dos “Contos arrepiantes da História de Portugal” numa Óbidos Medieval, na maravilhosa livraria de Santiago”, começa por dizer Rui Correia, um dos autores do livro, acrescentando que “infelizmente, as circunstâncias atuais obrigam a uma lotação de 20 pessoas em simultâneo”.

A apresentação da obra está a cargo de Jorge Sobral e Madalena Ribeiro e tem entrada limitada a 20 pessoas. Não será feita reserva de presenças nem convites.

Tendo em conta as limitações impostas por causa da Pandemia Covid-19, poderá repetir-se a apresentação do “Idade Média Medonha”, para que mais gente possa assistir, respeitando, sempre, as instruções da DGS.

A livraria terá exemplares autografados para venda no exterior.

Grande Livraria de Santiago.

Situado dentro das muralhas da vila, na Cerca Velha, junto à entrada do Castelo, neste espaço pode encontrar além de uma grande variedade de Livros, projeção de filmes, debates e lançamento de livros e exposições.

Contos Arrepiantes da História de Portugal – Idade Média Medonha (sinopse)
Episódios arrepiantes, viscosos, tenebrosos, nojentos, brutais, horripilantes, sanguinários, asquerosos e que chegam mesmo, por vezes, a ser desagradáveis… da História de Portugal.

Sim, é verdade, os cronistas e historiadores já andam a escrever estas histórias há centenas de anos. E muitas são só lendas. Mas não há lenda nenhuma que não tenha grandes verdades escondidas. Há tesourinhos bem escondidos que não queremos que deixem de ser contados. Quem não gosta que lhe contem boas histórias?

OK, há ali coisas que são assim mais para o asqueroso. São um bocadinho nojentas e terríveis, são, mas é até por isso que gostamos delas. Quem não gosta de guerras, sangue e cabeças cortadas? Somos péssimos.

Uma nova série de contos arrepiantes respeitantes a diferentes momentos da história de Portugal com muito humor à mistura.

Lançamento