O Futuro do Planeta não é Reciclável convida cidadãos para comportamentos ambientais adequados

Campanha das concessionárias EGF onde está a Valorsul

109

As concessionárias EGF, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, lançaram no passado dia 14 de Outubro, a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus. Com um investimento de mais de um milhão de euros, o movimento O Futuro do Planeta não é Reciclável, apela à prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos urbanos. O filme publicitário conta com a realização de Rúben Alves, autor do filme “A Gaiola Dourada”.

O objetivo desta campanha, segundo um comunicado do grupo empresarial, é levar o cidadão à ação e a fazer parte de um movimento coletivo, “através da adoção de comportamentos ambientais adequados na sua gestão diária e ao assumir o seu papel de gestor de recursos, numa cadeia de valor da qual fazem parte a EGF e as suas concessionárias”.

Na região Oeste, a empresa subsidiária é a Valorsul, que tem a missão de fazer o tratamento e valorização dos resíduos urbanos de 19 municípios das regiões de Lisboa e Oeste (Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira).

A apresentação da campanha foi feita no teatro Thalia, em Lisboa, numa cerimónia pública que contou com a participação da Secretária de Estado do Ambiente e da Ação Climática, Inês dos Santos Costa.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal. O capital social da EGF está assim distribuído pelos seguintes acionistas: Empresa Geral do Fomento, S.A. (52,93%), Câmara Municipal de Lisboa (20%), Câmara Municipal de Loures (11,51%) Associação de Fins Específicos AMO MAIS (5,25%), Câmara Municipal de Amadora (5,16%), Câmara Municipal de Vila Franca de Xira (4,61%) e Câmara Municipal de Odivelas (0,54%). Os 12 municípios da OesteCIM integram a Associação de Fins Específicos Amo Mais.

O filme publicitário mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e dá rosto e voz aos milhares de trabalhadores deste setor de atividade. Além disso, é ainda realçado o papel dos municípios e organizações, que são convidados a promover esta campanha nas suas regiões.

SPOT: https://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/anuncio-de-tv/

www.egf.pt