Óbidos Parque cria novo espaço de trabalho para criativos e freelancers

Projeto-satélite da POD - Plataforma de Ofícios Digitais

119

Há um novo espaço de trabalho para criativos e freelancers a nascer no Óbidos Parque. Chama-se POD Office, e traduz-se num novo conceito de espaço de trabalho partilhado, criado para juntar pessoas e competências, na área dos ofícios digitais, em torno de dois objetivos: potenciar a criatividade, e aumentar a capacidade de envolvimento destes profissionais em projetos de maior dimensão.

O POD Office arrancou no início de junho com dois designers, que “migraram” os seus home offices para este novo espaço de trabalho. Para além da sala em si, os profissionais terão acesso aos serviços habitualmente disponibilizados pelo parque (energia, wi-fi, apoio ao negócio, acesso a eventos, às salas de reuniões e à conference room, à comunidade e a todo o ecossistema), e ainda a mentoria, a um espaço complementar – o POD Studio (para vídeo e conteúdos multimédia) – e a uma das futuras ações de formação POD – Plataforma de Ofícios Digitais.

O espaço, nesta fase com capacidade para quatro pessoas, tem como parceira a Almadesign, uma das melhores empresas da área do Design do País, reconhecida e premiada a nível nacional e internacional.

O POD Office é uma iniciativa-satélite do projeto POD – Plataforma de Ofícios Digitais, lançado este ano pela Escola Superior de Artes e Design do Politécnico de Leiria (ESAD.CR), em associação com o Óbidos Parque e o município de Óbidos.

A plataforma, um conjunto de formações de curta duração na área das artes e da criação centradas no saber-fazer em meio digital, tem como objetivo atualizar ou renovar competências e aptidões de estudantes e profissionais, quer estejam no ativo ou à procura de emprego, de valorizar ou mudar a sua carreira.

As primeiras formações POD centraram-se nas seguintes áreas: Sound Design para Jogos, Digital Storytelling – Narrativas Visuais, Escrita e Som para Conteúdos Digitais e Motion Design.

A POD pretende estimular uma aprendizagem assente em projetos através dos quais, adicionalmente, “sejam promovidas competências de pensamento crítico, empatia e adaptação à mudança em contextos complexos”, alargando-se “aptidões de colaboração, promotoras de capacidades empreendedoras, essenciais para prosperar agora e no futuro”, define a ESAD.CR.

Novas ações de formação na área dos Ofícios Digitais deverão ser anunciadas, em breve.