Praia do Bom Sucesso desfralda “com orgulho” três galardões

Bandeira Azul, Praia Acessível para Todos e Galardão de Ouro

222

Foi hasteada, na passada sexta-feira, dia 16 de Julho, pela primeira vez, a Bandeira Azul na praia do Bom Sucesso. Para além deste galardão, foram também hasteadas as bandeiras de Praia Acessível para Todos, através de financiamento obtido por via de candidatura apresentada à Linha de Turismo Acessível do Turismo de Portugal, e o galardão de Praia de Qualidade de Ouro, que reconhece a qualidade da água balnear como excelente durante um período mínimo de cinco anos consecutivos.

Para Margarida Reis, vereadora com o Pelouro da Saúde e Bem-Estar, “a atribuição da bandeira Azul, pela primeira vez, às praias do Bom Sucesso e do Rei Cortiço, mostra o esforço que temos tido para equipar toda a nossa zona balnear com infraestruturas essenciais, preservando, ao mesmo tempo, toda a beleza natural”. “Este dia 16 de Julho, para além de histórico, enche-nos de orgulho”, confessa Margarida Reis, dando destaque “às acessibilidades para todas as pessoas e ainda ao reconhecimento que nos foi dado pela Quercus”.

Segundo a autarca, em todo este processo, nomeadamente no Bom Sucesso, “houve necessidade de articular muito bem com a Agência Portuguesa do Ambiente a forma como os trabalhos das dragagens da Lagoa de Óbidos decorrerão, para não prejudicar os veraneantes e, acima de tudo, a qualidade daquela praia tão apetecível”. A vereadora explica ainda que “a colocação da bandeira azul na praia do Rei Cortiço está dependente do fim das obras que o concessionário está a fazer”.

Recorde-se que, devido à situação pandémica, continua a haver lotação nas praias de Portugal, sendo que, no concelho de Óbidos, o máximo de pessoas no areal do Bom Sucesso é de 3100, em Vale de Janelas (Praia d’El Rei) de 1600 pessoas e no Rei do Cortiço de 400 pessoas. Estas capacidades constituem um importante auxiliar para a gestão e utilização segura das praias, pois é a partir destes valores que pode ser dada informação – ao cidadão e às autoridades – de modo a direccionar os devidos comportamentos, de uma forma responsável.

Em Óbidos, a época balnear vai até 15 de Setembro.