Josefa Óbidos Hotel junta 4 artistas em projeto inspirado em Fernando Pessoa

"AgarrarArTe" ornamenta a parede da entrada da unidade hoteleira

101

O Josefa d´Óbidos Hotel lançou um novo projeto artístico local, denominado de “AgarrarArTe”, inspirado em Fernando Pessoa, no âmbito da colaboração da unidade hoteleira para o posicionamento de Óbidos como vila de relevância literária e destino com diferenciação turística.

A ideia inicial do “AgarrarArTe” foi um fragmento da obra “O Livro do Desassossego”, da autoria do semi-heterónimo Bernardo Soares, personagem criada pelo próprio Fernando Pessoa. Foi selecionada uma das frases dessa obra publicada em 1982 – “Viajar? Para viajar basta existir” – para ilustrar a instalação artística que agora ornamenta a parede da entrada do Josefa d´Óbidos Hotel.

“Repleto de dedicação, de afeto e de muita criatividade surge o “AgarrarArTe”… Baptizámos este projeto local desta forma porque só através da garra, do entusiasmo, da inspiração e da partilha do tempo de artistas locais, nomeadamente da Teresa Uva (designer de cerâmica e vidro), da Cecília Ribeiro (designer de joalharia), do Jorge Lindinho (oleiro) e do Carlos Oliveira (ceramista escultor), é que foi possível agarrar-se ideias e fundir-se noções de arte tão diferentes entre si”, afirmam, em comunicado, Carlos Martinho e Zélia Martinho, proprietários do hotel.

Simultaneamente o objetivo desta ideia é aumentar a motivação para a prática de “Bookcrossing”: os hóspedes continuam a ser estimulados a deixar um livro, para que outros o encontrem e o leiam, e a levar consigo outra obra em substituição.