Projeto ‘Peixes Nativos’ recebe Menção Honrosa no Prémio Guarda-Rios

Parceria entre o Município de Óbidos, ISPA e Águas do Tejo Atlântico, S.A.

231

O Projeto Peixes Nativos, que o Município de Óbidos integra, recebeu o Galardão de 2º lugar, na Gala de atribuição dos Prémios Guarda-Rios, que decorreu no passado dia 1 de Outubro, no Centro de Congressos de Lisboa, atribuídos pelo Geota – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente.

“Estamos neste projeto de sensibilização e intervenção ambiental denominado ‘Preservação e valorização dos Ecossistemas Aquáticos de Óbidos’, com o propósito de apelar à conservação e proteção da biodiversidade das espécies dos nossos rios”, diz Margarida Reis, vereadora responsável pelos pelouros do Desporto, Saúde e Bem-Estar.

O Projeto Peixes Nativos foi lançado em Novembro de 2017 e resulta de uma parceria entre o ISPA – Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida, a Águas do Tejo Atlântico, S.A. e o Município de Óbidos. O principal objetivo deste projeto é monitorizar anualmente, na época de seca estival, espécies ameaçadas de peixes de água doce autóctones em rios intermitentes do centro do País.

Já o Prémio Guarda-Rios é uma iniciativa do Geota que visa alertar para aquelas que têm sido as práticas positivas e negativas nos nossos rios, as “veias do Planeta”. Por um lado, o ‘prémio Guarda-Rios boas-práticas’ premeia comportamentos na gestão dos nossos rios, assim como o envolvimento das comunidades numa perspectiva de sustentabilidade futura. Por outro lado, ‘o prémio Guarda-Rios de luto’ evidencia práticas danosas aos nossos rios e que urge serem alteradas.

Em 2021, no total, foram contabilizados 3316 votos do público, registando um enorme aumento do número de votos face à primeira edição, numa clara demonstração de participação cívica e preocupação ambiental da população.