Galeria Ogiva, em Óbidos, celebra 50 anos no próximo dia 28 de Novembro

Iniciativa conta com a presença do maestro Victorino de Almeida

113

No próximo dia 28 de Novembro, pelas 15 horas, assinala-se os 50 anos da Galeria Ogiva com uma festa que conta com a participação do maestro Victorino de Almeida, bem como com o lançamento de um livro de memórias do mestre José Aurélio, fundador daquele espaço.

Recorde-se que a Galeria Ogiva, agora chamada de novaOgiva, é parte integrante da Rede de Museus e Galerias de Óbidos, com foco na arte contemporânea, constituindo uma aposta na expressão artística, de elevada qualidade e partindo da dinamização e recuperação de uma ideia – a descentralização da divulgação das artes – e de um espaço único.

Este espaço foi criado em Óbidos em 1970 e teve pouco mais de três anos de actividade (28 de Novembro de 1970 a Janeiro 1974), anos que foram, porém, de grande intensidade artística, cultural, de cidadania e de liberdade, dinamizada pelo seu fundador, o escultor José Aurélio.

Após 30 anos de indefinição e inactividade, a Galeria reabriu em 2005, como galeria municipal reforçando os seus princípios, sendo o ponto de partida para exposições e outras manifestações culturais associadas a expressões artísticas contemporâneas.

A iniciativa dos 50 anos da Ogiva conta com o apoio do Município de Óbidos.