Óbidos assina contratos no âmbito do alargamento da Rede de Equipamentos Sociais

Cerimónia contou com a presença da ministra do Trabalho

365

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social apresentou, na passada sexta-feira, dia 20 de Maio, em Leiria, um investimento de cerca de 15 milhões de euros, distribuídos por 24 contratos, para as instituições particulares de solidariedade social do distrito de Leiria, no âmbito da terceira geração do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES 3.0). Uma cerimónia que contou com a presença, entre outros, do presidente da Câmara Municipal de Óbidos, Filipe Daniel.

Nesta sessão foram assinados os Contratos de Comparticipação Financeira do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – PARES 3.0, nos distritos de Leiria, Coimbra e Porto, e onde se procedeu à entrega dos contratos às respetivas entidades. A acompanhar a ministra Ana Mendes Godinho, esteve a secretária de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, e os respetivos diretores de Segurança Social de Leiria, João Paulo Pedrosa, de Coimbra, Manuela Barreto Veloso, e do Porto, Miguel Cardoso e Rosário Loureiro.

Para o concelho de Óbidos, foram celebrados dois contratos, um com o Centro Social Cultural e Recreativo da Amoreira e outro com o Centro Social e Cultural para o Desenvolvimento do Olho Marinho. Na Amoreira, o contrato prevê obras de remodelação e ampliação das instalações do Centro de Dia, que abrangem 40 utentes, num investimento total de 214 mil euros, com uma comparticipação pública de 171 mil euros. Já no Olho Marinho, trata-se do desenvolvimento de respostas sociais na Estrutura Residencial para Idosos, com capacidade para 39 utentes, e que engloba também Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário, estes já existentes com 16 e 42 utentes respetivamente, num valor total de 2,1 milhões de euros e um investimento público de 1,2 milhões de euros.

Para o distrito de Leiria, as 24 candidaturas contemplam um investimento total de 25.886.351 euros, do qual 15.325.655 euros são de apoio público. Serão intervencionados 1.800 lugares, de 48 respostas sociais.

O PARES 3.0 conta, a nível nacional, com 371 candidaturas aprovadas, num total de 658 respostas sociais e 22.365 de lugares intervencionados, que engloba tanto requalificações, como novas vagas criadas. Este Programa, nas áreas dos Idosos e da Deficiência, representa um investimento total de 393.049.774€, dos quais 234.310.383€ são apoio público.