“Foi mesmo uma grande festa”

Mercado Medieval de Óbidos 2022

491

O Mercado Medieval de Óbidos foi visitado, este ano, por cerca de 150 mil pessoas. Depois de dois anos de interregno, um dos eventos mais conhecidos de Óbidos e do País, teve como tema “Festas, Romarias e Peregrinações” e aconteceu, todos os dias, sem interrupção, de 21 a 31 de Julho.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Óbidos, “o balanço é claramente positivo”. Filipe Daniel explica que na edição de 2022 do Mercado Medieval “foram introduzidas algumas alterações e novidades, que vieram provar ser uma grande mais-valia”. “A parceria que fizemos com os ‘Ofícios com História’, na pessoa do curador Edgar Silva, contribuiu consideravelmente na componente de valorização e recriação histórica do evento, curadoria essa que é para manter e, acima de tudo, aprofundar”, diz.

O autarca destaca ainda “a grande participação das coletividades do concelho, que asseguraram as famosas tabernas e que, mais uma vez, foram essenciais para o sucesso do evento, onde foi notório um envolvimento muito considerável das pessoas, cerca de mil voluntários, praticamente dez por cento da nossa população, marcaram presença no evento”, destacando também “a mais-valia da receita arrecadada para estas coletividades”. “Estou mesmo muito satisfeito com este regresso do Mercado Medieval de Óbidos, porque foi mesmo uma grande festa e vamos já começar a trabalhar no evento de 2023”.

Por seu lado, Ricardo Duque, administrador da Óbidos Criativa, empresa municipal que organiza o Mercado Medieval de Óbidos, afirma que “foi um risco calculado mudar um pouco o figurino de um mercado já muito consolidado no panorama nacional”. “Voltámos a ter o evento a acontecer todos os dias, diminuímos a cenografia para podermos aproveitar melhor todo o cenário natural da Cerca do Castelo, tivemos apoio na recriação histórica e aumentámos, e muito, a animação”, explica, prometendo “um Mercado Medieval de Óbidos renovado e cheio de novidades para 2023”.

Recorde-se que o Mercado Medieval de Óbidos, que teve a sua primeira edição em 2002, custou, este ano, cerca de 350 mil euros e juntou 25 associações e mais de 70 mercadores, 12 grupos de música, 10 grupos de teatro, 6 grupos de dança, 4 grupos de artes circenses, 3 acampamentos (militar, civil e religioso), 20 mestres e ofícios, uma granja com mais de 20 animais e uma equipa de 50 animadores de rua que, vindos de muitos pontos do País, aceitaram o desafio de participar numa residência artística promovida pela organização e coordenada pelos “Ofícios com história”, entidade formadora e curadora desta edição. “O Mercado Medieval de Óbidos quer continuar a afirmar-se no panorama nacional e internacional como um evento de referência e é esse o caminho que estamos a trilhar”, diz a organização.

O evento teve como grande enfoque o casamento entre D. Afonso e Dona Urraca de Castela, que recebeu, como dote, a valiosa Vila de Óbidos, dando início à famosa “Casa das Rainhas”.

O Mercado Medieval de Óbidos está de volta para o ano.

Galeria de fotos (Facebook)

Vídeo 1 | Vídeo 2 | Vídeo 3 (YouTube)