Centro de Saúde de Óbidos com obras de requalificação

Obras arrancam em Setembro

1238

Foi assinado ontem, dia 10 de Agosto, no Centro de Saúde de Óbidos, o auto de consignação da Requalificação do Centro de Saúde de Óbidos. Trata-se de um investimento de 473.991,83€ (acrescido do valor do IVA) e com um prazo de construção de 10 meses. A cerimónia contou com a presença do executivo municipal de Óbidos; Dr. João Gomes, diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte; e o Eng. João Soares, gerente da SUNEVER Engenharia, Lda, empresa que vai realizar a obra.

“É extremamente importante para o Município de Óbidos, assim como para todos os profissionais de saúde que aqui trabalham, a realização desta obra, pois irão beneficiar de umas condições dignas. Só desta forma teremos condições de atrair profissionais de saúde para Óbidos, e prestar os cuidados de saúde necessários”, diz Filipe Daniel, presidente da Câmara Municipal.

Segundo o autarca, este “é um primeiro passo que o executivo sempre manifestou, e continuará, que é desenvolver trabalho, dando sempre prioridade à área da saúde, dimensão social e tendo naturalmente atenção à questão do desenvolvimento económico e do território”.

Durante o mês de Agosto vão decorrer os trabalhos de mudanças do Centro de Saúde de Óbidos, transferência do material e respetivos colaboradores e equipas médicas para as outras unidades de saúde do concelho, sendo possibilidades as unidades de Olho Marinho, Amoreira e A-dos-Negros (aguardando indicações a serem definidas pelo diretor executivo do Aces Oeste Norte).

A assinatura do contrato, para a requalificação deste Centro, nomeadamente aumentando a eficiência energética, cumprir planos de contingência e/ou assegurar a acessibilidade, a segurança e o conforto de utentes e profissionais, foi celebrada no passado dia 5 de Julho.

Foi a 01 de Janeiro de 1981, que o Centro de Saúde de Óbidos iniciou funções. Atualmente, conta, nos seus quadros, com 21 profissionais de saúde.

O concelho de Óbidos presta cuidados de saúde a cerca de 7 800 utentes, exceto a vila de Gaeiras, que reporta à Unidade de Saúde Familiar Rafael Bordalo Pinheiro, das Caldas da Rainha.