“A segurança é muito importante para nos continuarmos a afirmar como um território extremamente atrativo”

Foi assinado o Contrato para a construção do novo quartel da GNR

803

Foi assinado dia 20 de Setembro, nos Paços do Concelho, o Contrato de Cooperação Interadministrativo para a Construção do Novo Posto Territorial de Óbidos da Guarda Nacional Republicana, entre a Câmara Municipal de Óbidos, a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna e a Guarda Nacional Republicana. A cerimónia contou com a presença do ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

O presidente da Câmara Municipal de Óbidos explicou que este é um assunto “já com 14 anos”, e que, por isso, quer “que seja uma realidade” o quanto antes. “Trata-se de um investimento muito importante e, a par da Saúde e da Educação, a Segurança é algo que nos une”, diz Filipe Daniel. Para o autarca “a segurança é muito importante para nos continuarmos a afirmar como um território extremamente atrativo”. “Este novo quartel da GNR será agora uma realidade e, passados estes 14 anos, muito nos honra esta conquista”, sublinha.

O edil destaca, com a construção desta nova infraestrutura, “a melhoria substancial das condições para os profissionais da GNR para que possam desempenhar as suas funções adequadamente”, ao mesmo tempo que enfatiza “uma maior agilização” do socorro, uma vez que o quartel sai de dentro da zona muralhada. Filipe Daniel afirma, igualmente, que este novo quartel vem aumentar “a perceção de segurança, situação que queremos transmitir à nossa população e às pessoas que nos visitam”.

O presidente da Câmara Municipal de Óbidos revelou ainda que as atuais instalações da GNR servirão, depois do novo quartel estar construído, para serem disponibilizadas “para darmos a resposta em habitação para fixação de jovens [na vila].”

País pacífico e seguro

Já para o ministro da Administração Interna, “Portugal tem beneficiado de um estatuto muito especial de País pacífico e seguro”. Nesse sentido, José Luís Carneiro afirma que “é muito importante o investimento do Estado para, não apenas criar melhores condições para o exercício digno da atividade profissional, mas também para garantir condições que traduzam a valorização do estatuto e do prestígio [das forças de segurança]”.

Em relação ao novo quartel da GNR de Óbidos, “estamos a falar de um investimento de 1,6 milhões de euros assumido pela Administração Central, mas que conta com a parceria estabelecida com o Poder Local”, explica o governante. “O Poder Local tem aqui um papel decisivo na identificação das ameaças e dos riscos”, afirma o ministro da Administração Interna, sublinhando que este contrato “permite que o Município assuma uma coresponsabilidade”, possibilitando “ganhos de tempo” uma vez que “o município tem uma maior agilidade e a Administração Central Novas instalações tem maiores dificuldades”.

Para o Tenente-General Paulo Jorge Alves Silvério, Segundo Comandante-Geral da Guarda Nacional Republicana, foi “dado hoje um importante passo” para a construção do novo quartel da GNR de Óbidos, dotando-o de “instalações modernas e funcionais, com um contributo inequívoco de segurança mais efetiva para esta zona do País”. O responsável destaca ainda a necessidade de construção desta infraestrutura, “consciente das particularidades que este município apresenta, mais concretamente nos milhões de visitantes que Óbidos recebe todos os anos”.

Com um investimento de 1,6 milhões de euros (sem IVA), esta empreitada vai permitir retirar o atual posto territorial da GNR do perímetro muralhado e construir um novo quartel na zona da Raposeira, na freguesia de Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa, num terreno localizado junto ao Complexo Desportivo Municipal, com 3.825 metros quadrados.