Inovação da Oeste Smart Region marcou pontos em Barcelona

OesteCIM

213

A Oeste Smart Region, da OesteCIM, esteve novamente na primeira linha da inovação dos territórios inteligentes, ao integrar a maior feira mundial do género, a Smart City Expo World Congress (SCEWC), que decorreu em Barcelona, de 7 a 9 de Novembro.

Integrado no stand SMART PORTUGAL, os vários expositores físicos e digitais captaram a atenção dos mais de quatro mil visitantes, que representavam os setores público, académico e empresarial. Um dos aspetos mais focados por quem se deparou com o projeto pela primeira vez foi a monitorização de dados financeiros/SIBS, além da forma integrada dos dados e a sua leitura direcionada para a tomada de decisão.

“A presença numa feira como esta permite mostrar ao mundo o que o território anda a fazer, mas também é importante para partilhar experiências, aprender e passar conhecimento, ao mesmo tempo que se reforçam ligações e parcerias”, disse Pedro Folgado, presidente da OesteCIM.

“Voltar a marcar presença na Feira Smart City de Barcelona é para nós um motivo de orgulho e uma oportunidade de excelência para, de forma integrada, mostrar os benefícios significativos de um Projeto como o Oeste Smart Region para a conceção, execução e monitorização de políticas públicas, numa transição digital que tem como foco as pessoas”, afirmou Paulo Simões, secretário executivo da Comunidade Intermunicipal do Oeste.

“Trabalhamos para a construção de uma Região Inteligente, Sustentável e Humana. Os dados são hoje uma alavanca para a mudança do modelo de gestão das cidades e regiões. A presença em Barcelona é fundamental para a criação de sinergias, numa verdadeira partilha de contactos e conhecimentos que nos permitem perceber como potenciar o trabalho desenvolvido e oferecer melhores serviços e qualidade de vida às pessoas”, enfatizou Paulo Simões.

Foram três dias de intensa partilha na 12.ª edição da SCEWC, cujo tema deste ano foi ‘A nova era urbana’. A OesteCIM teve a responsabilidade acrescida de apoiar a NOVA Cidade – Urban Analytics Lab, da NOVA IMS na organização do pavilhão de Portugal, um espaço de 180 metros quadrados que reuniu as seguintes entidades:

• Território: OesteCIM, CIM Viseu Dão Lafões, CIM Médio Tejo, Guimarães, Porto, Lisboa e Oeiras
• Empresas: Esri Portugal, Minsait, Wavecom Portugal e MEO Empresas
• Academia: NOVA Cidade – Urban Analytics Lab, da NOVA IMS e o Polo de Inovação Digital, AI4PA

No primeiro dia de Feira, o Oeste apresentou a plataforma Oeste Smart Region, com especial enfoque nas dimensões da monitorização de emissões e da inteligência Artificial Generativa. Ao final da tarde decorreu a inauguração oficial do stand de Portugal, seguida de uma mostra de produtos do Oeste e do Médio Tejo.

O terceiro e último dia do Smart City Expo World Congress contou com a participação do secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa, Mário Campolargo, que falou sobre o tema ‘Portugal a Smart Nation’, abordando a Estratégia Nacional para Territórios Inteligentes.

“Esta é uma iniciativa absolutamente fundamental para aprender, absorver novas ideias, viver, visualizar e sentir a inovação em aplicações concretas, partilhar experiências e promover a cooperação”, referiu Mário Campolargo, no encerramento do programa.

A SCEWC de 2023 teve mais de 25 mil visitantes presenciais, mais de 1100 stands, 577 oradores, mais de 140 países representados, 273 sessões e mais de 800 cidades e regiões Smart.