Óbidos Vila Gaming regressa em 2025 com uma forte aposta nas áreas da Programação, Robótica e Inteligência Artificial

336

Terminou no último fim de semana a segunda edição do Óbidos Vila Gaming, evento que, de 04 a 12 de maio, voltou a transformar as muralhas da vila medieval no maior palco de gaming do ano, e a reforçar a aposta do município naquela que é hoje a maior indústria de entretenimento do mundo.

“Óbidos tem cultivado, ao longo dos anos, uma estratégia de ativação territorial fundamentada na Criatividade e na Inovação. Mais uma vez, com o Óbidos Vila Gaming, e durante estes nove dias, liderámos de maneira distinta uma das principais tendências nacionais e internacionais, o gaming, que representa hoje a maior indústria de entretenimento do mundo, e que trouxe a Óbidos, nestes nove dias, mais de 25 mil visitantes”, afirma Filipe Daniel, presidente da autarquia obidense.

“Consideramos que, do ponto de vista estratégico, e com base na fixação não só de empresas do setor mas também de jovens talentos e de profissionais muito qualificados, as próximas edições irão contar com fortes apostas na área da Programação, da Robótica e da Inteligência Artificial, num evento que se pretende diferenciado e estruturante para o alavancar da estratégia de Óbidos enquanto hub de desenvolvimento criativo e tecnológico, que se manifesta em áreas tão importantes como a Educação, a Cultura, o Turismo ou até mesmo a Agricultura”.

Destaque para a apresentação, durante o evento, do primeiro observatório de Gaming e de eSports em Portugal, estrutura que tem como objetivo produzir informação sobre a indústria dos videojogos, e realizar estudos de investigação que contribuam para um melhor conhecimento do setor – envolvendo empresas, comunidade e academia. Terá a sua sede no Parque Tecnológico de Óbidos.

Ricardo Duque, presidente do Conselho de Administração da Óbidos Criativa, salienta que “este é um evento intergeracional com programação eclética, onde as famílias são desafiadas a fazer parte do jogo”.

Ao todo, a segunda edição do Óbidos Vila Gaming somou 81 horas de evento, disponibilizando mais de 70 cadeiras de gaming, 20 influenciadores, e dezenas de consolas, arcades, torneios, simuladores e dispositivos VR. “E para o público mais profissional, as várias talks e workshops demonstraram as possibilidades dos videojogos fazerem parte, mais do que de uma cultura de entretenimento, da capitalização de profissionais qualificados e de indústrias altamente tecnológicas e criativas”, refere.

O Óbidos Vila Gaming é um evento do município de Óbidos com a participação de diversos parceiros tecnológicos, tendo envolvido um investimento de cerca de 450 mil euros.

Comunidade de inovação

“O evento deste ano marca a afirmação do Parque Tecnológico de Óbidos enquanto comunidade de inovação que quer potenciar o setor dos videojogos na sua dimensão económica e educativa”, afirma, em jeito de balanço, Miguel Silvestre, diretor executivo do Parque Tecnológico de Óbidos, onde decorreram as Game Dev Sessions.

Para o responsável do parque tecnológico, “o objetivo é criar um ecossistema nesta área no parque”. “Este é um setor que junta tecnologia, criatividade, talento e empenho e é isso que queremos ter aqui”, afirma.

“A nossa participação na Game Jam Plus mundial, em outubro e, em complemento, o lançamento do observatório de Gaming e de eSports, têm como objetivo a nossa afirmação enquanto entidade produtora de investigação e conhecimento”.

Tiago Colaço, curador das Game Dev Sessions, assegura que “Óbidos está no mapa, e que está a apostar no setor certo”. Segundo afirma, as Game Dev Sessions consolidam o trabalho lançado na edição anterior do Óbidos Vila Gaming, tendo contribuído “para que jovens de diversas escolas do País pudessem assistir aos workshops e às talks e terem contacto com esta indústria”, destaca, garantindo que “o resultado foi muito positivo”.