Óbidos Parque vai ter programa de imersão de negócios para empresas brasileiras

143

Miguel Silvestre, diretor executivo do Óbidos Parque – Parque Tecnológico de Óbidos, esteve em São Paulo, de 12 a 17 de maio, a promover colaborações estratégicas entre Portugal e Brasil.

Durante a visita, o responsável participou numa série de reuniões e eventos. “A chegada do Parque Tecnológico de Óbidos a São Paulo marca uma fase de afirmação no maior espaço económico da América Latina”, afirmou Miguel Silvestre, acrescentando que esta situação “demonstra o compromisso do Parque com o Brasil, que é hoje um ecossistema de startups ao nível dos melhores do mundo”.

O Parque Tecnológico de Óbidos estabeleceu projetos de colaboração com a Digitalks, um dos maiores eventos de economia digital na América Latina, que está em processo de expansão internacional e que “vê Óbidos, no seu posicionamento na indústria de eventos, como estratégico”, afirmou o diretor executivo.

A viagem incluiu uma visita ao Cubo Itaú, um dos maiores hubs de inovação de São Paulo, conhecido por albergar mais de 500 startups e realizar dezenas de eventos por mês.

Esta visita faz parte de um projeto de soft landing para facilitar a entrada de empresas tecnológicas brasileiras em Portugal e vice-versa, promovendo uma troca de conhecimentos e oportunidades de negócio entre os dois países.

Miguel Silvestre reuniu-se ainda com a Bossa Invest, o maior fundo de investimento da América Latina, que possui mais de 300 empresas no seu portfólio. Esta reunião foi uma oportunidade para discutir possíveis parcerias e investimentos, ampliando o alcance das startups portuguesas e brasileiras e fortalecendo o ecossistema de inovação bilateral.

Cláudio Santos, empresário brasileiro da NextOpinion, que tem uma empresa no Parque Tecnológico de Óbidos, desempenhou um papel crucial nestas conexões, facilitando as estratégias de internacionalização para startups e grandes empresas entre Brasil e Portugal. A sua atuação tem sido essencial para estabelecer um ambiente propício para o crescimento e a expansão das empresas nos dois mercados. O NextHub vai ser um programa de soft landing e internacionalização de empresas brasileiras para a Europa.

A visita de Miguel Silvestre a São Paulo não só reforça os laços entre Portugal e Brasil, como também reconhece o trabalho e as colaborações já realizadas. A continuidade dessas iniciativas promete gerar impactos positivos duradouros para ambos os ecossistemas de inovação, abrindo portas para futuras colaborações e projetos conjuntos no setor tecnológico.